Ocorreu um erro neste gadget

30 março 2010

GRANDES MESTRES DA PAZ 1





















Nesta seção do Blog, vocês poderão conhecer um pouco sobre o trabalho de alguns grandes mestres da educação e da vida, o primeiro da série é o nosso Grande Mestre Jesus Cristo.

Jesus foi e continua sendo considerado o “Príncipe da Paz”, porque elaborou um conjunto de princípios ético-vivenciais, fundamentado no “amor” como base de sustentação da vida e da “paz” como base de harmonização.
Chamou a nossa atenção para o poder educativo das sua máximas não somente no plano presente material, mais principalmente para a “vida futura” no mundo espiritual.
Para Jesus todos os seus ensinamentos reportam a esta máxima, pois que a vida futura dependerá da forma como nos comportamos no neste momento, onde devemos concentrar todas as nossas forças para aprendermos a ser pessoas melhores na vida presente para que tenhamos sustentabilidade nos meandros da felicidade em uma vida futura. Vivemos muitas vezes de forma instinva buscando o nosso bem estar, os prazeres, as realizações pessoais terrenas e esquecemos muitas vezes de cuidar da alma, do espírito. Devemos nos preocupar com todos os sentidos da vida, pois Deus nao condena os gozos terrenos, mais sim o abuso de quem vive em função deles em detrimento das coisas da alma.
Para que contemplemos a vida como um todo e sejamos pessoas melhores, faz se necessário conhecer e compreender alguns princípios ensinados por Ele, é importante salientar de antemão que Jesus nao veio para destruir a lei de Deus, mais veio sim, cumprí-la, desenvolvê-la e adaptá-la ao grau de adiantamento dos homens da sua época.
Revalorizou-a e reinterpretou-a, combatendo o abuso das práticas exteriores e as falsas interpretações e a resumiu a este único princípio, que chamamos de Princípio do Amor:

“Amai a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”, devendo ser praticada na sua íntegra por todos os habitantes da Terra. 

Existe mais dois princípios que amarra a Lei Divina, tao importantes quanto o principal, sao eles: o Princípio da Justiça

“Desejai para o próximo o que quereríes para vós mesmos”

 E  o Princípio da Caridade

“Benevolência para com todos, indulgência para com as imperfeições dos outros e perdão das ofensas”.

Além dos  princípios, Jesus ainda nos deixou   “O Sermão da Montanha” é um longo discurso de Jesus Cristo que pode ser lido no Evangelho de São Mateus, mais precisamente nos capítulos 5 a 7. Muito provavelmente, resulta da reunião de intervenções ocorridas em momentos distintos. Nestes discursos, Jesus Cristo profere “ensinamentos de conduta ética e moral”, ditando os princípios que normam e orientam a verdadeira vida cristã, uma vida que conduz a humanidade ao Reino de Deus e que põe em prática a vontade de Deus, que leva à verdadeira libertação do homem. Estes discursos podem ser considerados por isso como um resumo dos ensinamentos de Jesus a respeito do Reino de Deus, do acesso ao Reino e da transformação que esse Reino produz.
“As Bem-aventuranças” são o anúncio da verdadeira felicidade, porque proclamam a verdadeira e plena libertação, e não o conformismo ou a alienação. Elas anunciam a vinda do Reino de Deus através da palavra e ação de Jesus, que tornam a justiça divina presente no mundo. A verdadeira justiça para aqueles que são inúteis, pobres ou incômodos para uma estrutura de sociedade baseada na riqueza que explora e no poder que oprime. As Bem-aventuranças revela também o carácter das pessoas que pertencem ao Reino de Deus, exortando as pessoas a seguir este carácter exemplar:


“Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos Céus! Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados! Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra! Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia! Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus! Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus! Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de Mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.”

Pois é, depois deste rico ensinamento do nosso Grande Mestre, só nos resta agora vivermos o amor na prática e pacificarmos-nos!!!!

Nenhum comentário: