Ocorreu um erro neste gadget

29 março 2011

CAMPANHA SALVE SALVADOR! MANIFESTO PARA UMA CIDADE MAIS HUMANA E PACÍFICA!



Participe do manifesto "SALVE SALVADOR"  e dê a sua contribuição de amor e paz para a cidade!

Sabemos que nossa cidade está aniversariando hoje, completando 462 anos de muita história, pluralidade e diversidade, sendo a 3ª cidade mais importante do Brasil em meio a uma crise que não tem mais tamanho, segundo especialistas e as reportagens de vários meios de comunicação, esta crise  tem “componentes explosivos”, onde podemos observar o agravamento drástico de sua situação financeira que vem de muito tempo, juntamente com uma terrível indigência administrativa e uma completa ausência de propósitos e objetivos firmes para o seu crescimento, tornando a cidade cidade desprotegida politicamente.

Não só desprotegida politicamente, como desprotegida em todas as áreas, como  a social, a educacional, a cultural, a ambiental, a da saúde, a segurança, a do transporte, etc. A crise é séria e provoca grandes prejuízos e transtornos para toda a população. Apesar dos pesares, temos que comemorar sim,  com muita festa e alegria, característica tão divulgada do nosso povo, mas precisamos acordar para a realidade, não dá para vivermos somente de pão e circo.

A sobre(vivência) nos chama, e para oferecer e  garantir uma qualidade de vida que tanto  necessitamos, (e  convenhamos, que infelizmente nossa cidade quase que não tem), é preciso que todos nós acordemos e lutemos pelos nossos direitos e deveres de cidadão. 

Precisamos cobrar dos nossos governantes de forma pacífica e não-violenta uma administração de qualidade para a nossa cidade, com  ações públicas   que atendam verdadeiramente nossas necessidades básicas; que eles compreendam claramente que nós somos os seus patrões de fato e que eles estão no poder para administrá-la de acordo aos interesses da sua população e não para interesses próprios e a de determinados grupos perversos que somente querem usurpá-la e explorá-la  finaceiramente e convenientemente. 

A cidade está largada às traças,  um caos total, sujeira e descaso por todos os lados, então, em nome do São Salvador, convoco todos os soteropolitanos que amam esta cidade, que busquem  agir cada um da maneira que pode, em suas áreas de atuação, em seus bairros, escolas, praças, associações de bairros, grupos artísticos e culturais, sindicatos, etc. 

Não é  possivel que fiquemos mais de braços cruzados, perdidos em distrações, olhando a maldade e a opressão fazendo o que querem e bem entende e todos nós comportando-nos como alienados frente a tanta pasmacera, sem tomar nenhuma atitude. Sabemos que a luta cotidiana nos toma muito tempo, mas não justifica a nossa inércia, pois muitas vezes somente estamos  preocupados e reservamos tempo para as ilusões, as distrações  e o que menos importa de fato para a nossa sobrevivência, enquanto o desconforto toma conta das nossas vidas e da nossa cidade.

Creio que nós merecemos muito, uma cidade mais humana, limpa, segura, acessível a todos, ética, pacífica, digna da sua  história  e da sua tradição. Caso não façamos nada para a sua melhoria, as coisas continuarão como estão e daqui para frente tende a piorar... Escuto muitas vezes, as pessoas dizendo assim: "É isso mesmo, não muda não, infelizmente sempre foi assim".

Muda sim, este é um discurso de acomodação e inércia, paz é luta e proatividade, sendo que a palavra de ordem deste terceiro milênio é a TRANSFORMA-AÇÃO, não podemos mais nos omitir, estas coisas acontecem muitas vezes por conta da nossa omissão e ignorância em relação aos nossos direitos e deveres, do nosso exercício de sermos cidadão.

Porém, para que este respeito e a cidadania seja posta em prática, nós  é que precisamos nos respeitar como cidadãos que somos. Penso que para transformar realidade e estes tempos difíceis, como este que estamos vivendo, necessitamos (re)conhecer  a nossa cidadania; nossos direitos e deveres como seres humanos;  compreender a nossa identidade cultural e sócio-histórica; politizarmo-nos, percebendo qua nossas ações são sempre políticas; educarmo-nos para sair da ignorância, da omissão, da acomodação e  da alienação...Enfim, buscarmos a arte e a cultura da paz, para nos indignarmos e saímos a luta por uma SALVADOR mais humana, melhor e pacífica.  

Trabalho com educação e todos nós sabemos que, historicamente é interessante para os políticos e autoridades manter o povo nesta deplorável situação de ignorância  e sem tomada de atitudes mediante aos descasos administrativos, não é à toa que a área de educação vem sofrendo este tempo todo com uma negligência gritante e perversa.

Estamos sendo violentados moralmente e socialmente, a violência que estamos vivenciando cotidianamente também é fruto de tudo isso que já foi relatado. Por conta disso e de muito mais...É que convoco todo os meus meus colegas de trabalho para  indignar-se ainda mais e iniciar este manifesto pacífico e não-violento  junto às comunidades, alunos, pais e todas as escolas.

É um dever moral que temos com a nossa consciência e a nossa sociedade; somos uma massa crítica; somos formadores de opinião; somos muitos e não somos fracos, é preciso sair deste círculo vicioso de reclamação e partir para a ação transformadora.

Salve, Salvador! Parabéns minha querida e maltratada cidade pelos seus 462 anos!!!


Para conhecer melhor a nossa história, acesse o link abaixo, mas, procure outras fontes de conhecimentos, principalmente as não-oficiais:



http://pt.wikipedia.org/wiki/Salvador_(Bahia)


Obs.: Que este manifesto pacífico e não-violento se estenda para outras cidades do país que vivem uma realidade semelhante!

Nenhum comentário: