Ocorreu um erro neste gadget

14 março 2011

DIA DA POESIA - 14 DE MARÇO

Hoje é dia da Poesia!

A poesia é uma manifestação artística que nos ajuda a ver a vida com arte e a arte nos ajuda a ver a vida com poesia. 

Virgínia Woolf pontua em sua bela frase que: "Você não encontra paz , evitando a vida.". Então, através da poesia podemos ensinar e aprender  sobre paz, aproximando nossos educandos mais da vida, mostrando o valor da poesia para compreender a realidade e o alívio que ela proporciona, como revela Mario Quintana:

"Não pretendo que a poesia seja
um antídoto para a tecnocracia atual.
Mas sim um alívio.
Como quem se livra de vez em quando
de um sapato apertado
e passeia descalço sobre a relva,
ficando assim mais próximo da natureza,
mas por dentro da vida.
Porque as máquinas um dia viram sucata.
A poesia, nunca."

A arte de viver a vida com paz, exige que nós nos conheçamos melhor, que sejamos pessoas melhores, como pronuncia Pablo Neruda:

"Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale, mas sê o melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva e dá alegria a algum caminho.
Se não puderes ser uma estrada, sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...Mas sê o melhor no que quer que sejas."

Para sermos pessoas pacíficas e pacificadoras, é preciso nascer, renascer e transformar-se a cada dia, pensando em dias melhores, ensina-nos Carlos Drummond de Andrade:

"Nascer
outra e outra vez
indefinidamente.
Como a planta sempre nascendo
da primeira semente;
pensar o dia bom
até criar a claridade
e nela descobrir
a primeira sílaba
da primeira canção."

E ou Cécília Meireles:

"Renova-te.
Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica-se os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro. Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo."

Paz é harmonia; é buscar a serenidade e a calma nos momentos adversos; é dar tempo ao tempo para compreender as coisas da vida, orienta-nos Manuel Bandeira:

"Não aprofundes o teu tédio.
Não te entregues à mágoa vã.
O próprio tempo é o bom remédio:
bebe a delícia da manhã."

Para que a paz deixe de ser uma utopia vã, precisa ser exercitada, praticada dia-a-dia desde as pequenas coisas até as que consideramos grandes, paz é ação e nunca reação, então agir é o que nos sugere Fernando Pessoa:

"Agir, eis a inteligência verdadeira.
Serei o que quiser. Mas tenho que querer o que for.
O êxito está em ter êxito, e não em ter condições de êxito.
Condições de palácio tem qualquer terra larga,
mas onde estará o palácio
se não o fizerem ali?"

A paz ajuda a transformar a vida e o amor ajuda a sutentá-la, então amemos! Mas amemo-nos baseados no amor verdadeiro, no amor-sabedoria (ágape), sem as ilusões, projeções e fantasias que trapaceiam a vida, ensina Herman Hesse:

"Aprendi que ser amado não é nada,
enquanto amar é tudo.
A felicidade é amor, só isto.
Feliz é quem sabe amar.
Feliz é quem pode amar muito.
Mas amar e desejar não é a mesma coisa.
O amor é o desejo que atingiu a sabedoria.
O amor não quer possuir.
O amor quer somente amar."

Enfim, podemos aprender e ensinar aos nossos educandos a arte de viver a vida com paz, plantando e semeando a harmonia através da arte e da poesia.  Como boa semeadora de poesias, Cora Coralina finaliza esta postagem convocando todos nós para sermos semeadores da paz:

"Saiu o Semeador a semear
Semeou o dia todo
e a noite o apanhou ainda
com as mãos cheias de sementes.
Ele semeava tranqüilo
sem pensar na colheita
porque muito tinha colhido
do que outros semearam.
Jovem, seja você esse semeador
Semeia com otimismo
Semeia com idealismo
as sementes vivas
da Paz e da Justiça."

Muita paz e muita poesia na vida e todos nós!

Nenhum comentário: